A riqueza da humanidade

Por Camila Heloíse

Os tempos são difíceis, sabemos. Todos os dias os jornais nos entregam números assustadores e índices de mortes, roubos, doenças, pobreza e dor que não param de aumentar. Estamos tão acostumados a pautar o nosso dia com essas informações, que já não olhamos o quão boa a vida também sabe ser.

Nesse mesmo dia, em que pessoas se mataram, outras venceram uma importante luta pela vida. Alguns bebês nasceram, pessoas se casaram, ONG’s cumpriram seu importante papel na sociedade e ajudaram outras tantas. Árvores foram plantadas, flores foram regadas e animais resgatados e cuidados. Isso significa que não acontecem apenas coisas ruins, e que as coisas boas, com toda certeza, são infinitamente maiores, embora não tão noticiadas. Se não fossem, acredito que já não existiríamos mais.

Porém, existimos. E somos fortes, capazes e superamos a dor, a perda, a tristeza e a solidão. Quando nos recordamos da nossa infinita capacidade de amar, e de refletir sobre o mundo e as pessoas, sem que isso nos amargure, voltamos à vida. Ao recordarmos de que todas as coisas e pessoas estão só de passagem, damos novo sentido aos relacionamentos interpessoais e perdemos o medo da falta, da solidão, identificando o apego e podendo assim, buscar uma maneira mais leve de encarar o cotidiano.

Haverá derrotas, infinitas! Tantas que você desistirá de vários sonhos pelo caminho. Mas também vão existir vitórias infindáveis, onde a sua determinação se multiplicará, sua força se dobrará e a vida parecerá algo muito melhor do que é. Com isso, novos sonhos surgirão cada vez maiores e com a certeza de sua realização.

Viver é sobre isso: não olhar apenas os fracassos da humanidade, mas sim, suas riquezas.

Somos parte de um mundo onde as pessoas são capazes de dividir o pouco que tem para que outros sobrevivam. Cuidamos uns dos outros, temos esperança e fé na vida, somos criativos, ousados e resistentes. Não somos apenas parte de um triste índice repetido nos telejornais. Somos além.

Então, como sobreviver e um mundo que nos parece mais triste do que feliz?

Seguindo em frente! Colocando o amor antes de cada passo, de cada ato. Escolhendo fazer parte do índice onde o bem só aumenta e sempre vence o mal. Segurando firme nas mãos de quem tem capacidade de enxergar a beleza da vida, de quem tem a paciência de esperar cada semente gerar seu fruto.

Viva, para além das expectativas divulgadas. O medo ocupa muito espaço em nossos corações e mentes, então, deixe-se guiar pela esperança até que isso se torne um hábito. Construa um norte para seguir que te permita observar e vivenciar a riqueza da humanidade, este lugar onde existe paz, amor e coragem.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s