Os incomodados que se mudem: então, tchau!

Texto: Camila Heloíse

Eu não sei ao certo o porquê, mas um dia você acorda e simplesmente alguma coisa não se encaixa. É como se você estivesse no lugar errado ou na hora errada, com a pessoa errada ou fazendo algo completamente errado. Não falo sobre o conceito de certo ou errado, mas na inadequação que o corpo sente, de repente, com alguma coisa que parece não fazer mais sentido.

Você não sabe se é a roupa, o cabelo, o seu jeito ou o ar que mudou. Mas muda. E começa a doer. Dói porque vira aquela pedrinha bem pequenininha presa no sapato que você até consegue caminhar, mas incomoda horrores e tudo o que você consegue pensar é naquela maldita pedrinha que, às vezes, até dá um descanso e escorrega para o cantinho do dedo mindinho e fica ali folgadinha, mas depois ela vai parar na planta do pé, cutuca o calcanhar e você se irrita e precisa tirar o sapato para ela sair e você voltar a caminhar com leveza e conforto.

E eu te pergunto: Quem é você com a pedrinha no sapato?

A pessoa que continua, mesmo com o incômodo porque, afinal de contas, é só uma pequenininha pedrinha e não vai fazer tanta diferença. Ou então, imagine só, do nada, eu parar e tirar o meu sapato no meio da rua por causa de uma pedrinha? Deus me livre, o que os outros vão pensar de mim? E tem também o fato de que a zona de conforto é uma delícia e me contorcer para tirar o sapato para depois colocar de novo, aff…

Ou então, você é a pessoa que não liga se te virem exposto com sua meia manchada e tirando o sapato no meio da rua, apoiando no poste e respirando aliviado com o sapato na mão, porque afinal de contas, uma pedrinha começa com um pequeno incômodo, mas imagina isso o dia inteiro? O mês inteiro? Longos inteiros anos com essa pedrinha?

A gente começa a se incomodar com a casa porque ela não abriga mais os nossos sonhos de ter uma família maior, ou cachorros, plantas e um sofá enorme. A gente se incomoda com a pessoa com quem se relaciona porque os seus planos já não se casam mais com os planos do outro e você quer viajar e o outro quer ter filhos e estudar ou você quer ficar os finais de semana em casa e o outro precisa de uma balada por aí.

A gente se incomoda com o trabalho, porque se sente sufocado, pressionado demais com tanta exigência e nada nunca supre os desejos da chefia, ou porque se sente invisível e perdeu aquele tesão louco pela profissão porque não tem suas ideias ouvidas e não é reconhecido. A gente começa a se incomodar com a cidade, com a faculdade, com as escolhas feitas um dia em plena consciência, mas que não nos servem mais, ou não servimos mais para elas.

O que importa é que isso é tão comum que você nem imagina, mas a quantidade de incomodados com quem você cruza durante o seu dia e te dá “bom dia” com um sorriso no rosto é simplesmente gigantesca. O sorriso amarelo de “bom dia” é quase um “socorro, me tira daqui”.

O lance é que usar aquele clichê de que a vida é curta demais e blá blá blá não comove ninguém. Não até que você sinta o desespero louco de quase morte, ou chegue bem perto de perder alguém, e daí a vida vem e te dá um soco bem no meio da cara, porque você sente o cheiro da vida quase indo embora e todas as coisas ficam para depois, porque você descobre o real sentido da palavra BREVE.

A brevidade assusta. Mas eu torço para que a gente nunca precise chegar a encostar sequer a pontinha do nariz no fundo do poço para decidir dar atenção a algum incômodo e mudar de vida, de cidade, relacionamento, escola ou trabalho.

E como diz o ditado, se os incomodados é que devem se mudar… Vamos nessa?

Tchau.

*É permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s