Se você está cansado(a) de recomeços, esse texto é pra você!

Por Camila Heloíse

Oi. Eu sei o quanto tem sido difícil. Você se machucou diversas vezes, e antes era diferente, você ainda estava jovem e inspirado o suficiente para deixar tudo para trás e recomeçar. Um novo emprego era sempre uma nova oportunidade, uma nova casa ou outra cidade, era sempre uma conveniência para crescer, conhecer gente nova por aí. Um novo amor, uma nova paixão, sempre visto como um universo de descobertas fresquinho a te esperar.

Mas agora perdeu a graça e isso te afeta profundamente. Desta vez, tudo o que você gostaria era não ter que começar tudo isso, outra vez. Não precisar preparar o corpo, o coração, a casa e a pele para uma nova marca. Você já está exausto de ter que se desfazer de coisas e preparar o terreno do peito para recomeços. Se sente tão cansado que parece muito mais fácil apenas se deitar e deixar a vida passar, apenas aguardando o dia em que tudo isso vai finalmente acabar pra valer. Assim, não serão mais necessários os recomeços, e nem concentrar todos os fracassos num só.

A gente não quer ter que fazer esforço para parecer mais forte do que realmente se é, mais suficiente do que se é, mais flexível do que se é, só para convencer as pessoas que acabam de entrar em nossa vida a nos dar um pouco mais de tempo. Não quer ter que esconder tudo o que já viveu, sentiu e passou, dentro de uma caixinha e usar um disfarce, como se fosse uma pessoa intacta, como uma folha em branco. Estamos cansados de forjar essa esperança e otimismo 24 horas. É por isso que os recomeços nos pesam. O que desejamos é continuar a vida, sem tantas pausas e tantos finais. Sem precisar morrer tanto na praia.

Eu sei o quanto tem sido doloroso. E vim aqui para te dizer, que se você olhar esse cansaço, esse fim, como uma oportunidade de descobrir que você finalmente está livre para ser você mesmo, perceberá que está pronto para viver sem precisar se esforçar, sem máscaras, sem forçar aquilo que já te deixou tão cansado até aqui. Descobrirá, que todas essas pausas e finais não fazem parte de você, você continua correndo como um rio até o mar, só não se deu conta ainda.

Você não precisa encarar o fim como o retorno ao ponto de partida, como se todos estivessem em uma corrida em que você ficou para trás. Você apenas mudou o seu caminho. Partindo dessa ideia, entenderá que não é preciso recomeçar nada porque você não parou nada, apenas continuar, seguir em frente com a mesma dose de coragem dispensada até então, reforçar em seu peito de que todas as coisas são passageiras e você está seguindo a estrada, e as coisas apenas estão passando por você. Como deve ser.

Espero que você entenda que não está voltando ao começo, mas está atravessando algo importante, onde algumas coisas, que nunca te pertenceram e não pertenceriam, cumpriram seu papel em sua vida e agora precisam se desconectar de você.

Enxugue seus olhos, lave seu rosto e remova qualquer vestígio de lágrimas. Você não perdeu nada, você não findou. Compreenda que você continua sob seus pés, que ainda segue em seu caminho. As coisas ao seu redor é que chegaram ao fim do seu ciclo.

E hoje, eu não desejo que você recomece nada, pois tudo está como deveria estar, tudo continua fluindo como deveria, para um resultado ainda melhor e aprendizados ainda maiores.

Eu desejo, do fundo do meu coração, que você CONTINUE.

 

*É permitida a reprodução total ou parcial, desde que citada a fonte.

Eu não quero que você morra. E este é um texto sobre a VIDA.

Por Camila Heloíse

O que me motivou a escrever esse texto foi a tentativa de suicídio de um rapaz aqui na minha cidade. Eu não o conhecia e não sei qual a sua história, porém, discutindo sobre o assunto, um amigo se despediu de mim dizendo: “não foi de repente, nunca é. Falamos muito sobre a morte, mas não discutimos sobre o que pode levar uma pessoa a se matar. E inexplicavelmente, a pessoa sempre tenta dizer, dar sinais, mas não prestamos atenção”.

Só no Brasil, o suicídio, é a quarta causa de morte entre os jovens. Essa informação você encontra no Google em um clique. O que não encontramos, são os motivos que levou um jovem a cometer suicídio. Medo, raiva, ansiedade, depressão, tristeza.

E de onde vem tudo isso? No meu ponto de vista, o grande estopim, é quando a pessoa se sente inadequada. Quando ela não se vê mais capaz ou quando acredita que está no lugar errado, ocupando um espaço que nem parece seu. A inadequação nos faz perder o brilho e a esperança, e daí surge o medo do futuro, a raiva de não ser quem gostaria, a ansiedade com o mundo ao redor, a depressão e a tristeza por se sentir impotente.

E, passando despercebidos entre os familiares e amigos, esses jovens que se sentem inadequados e incapazes, ceifam a própria vida. Quantos pedidos de socorro não ouvimos?

Mas esse texto, não é um texto sobre a morte, é um texto sobre a VIDA, para todos aqueles que eu amo e que me amam, para aqueles que estão sem esperança com a própria vida, e que, muitas vezes, de alguma forma, precisaram de apoio e não receberam, por não perceber que ali, naquele pequeno instante, havia um imenso pedido de socorro. E espero que, se alguém também pediu a sua ajuda e você, sem querer, ignorou, que ainda haja tempo para consertar e mostrar o quanto VIVER vale a pena. Seu apoio pode salvar uma vida.

– Então, me desculpe pela sua dor que eu não notei.

A vida é incrível porque você está nela. E se, sem querer, eu minimizei a sua dor, ou não estive lá quando você precisou, foi por falta de noção da minha parte. A sua vida é importante e eu quero que lembre-se de que você é muito capaz de dar aquela incrível volta por cima.

– Me desculpe se quando você se sentiu perdido e inadequado, eu não percebi.

O seu lugar é especialmente ocupado por sua linda alma, já imaginou como o mundo todo ficaria um pouco mais vazio sem você aqui? Pense nas pessoas que sorriem com o seu sorriso, e em como você faria falta numa noite qualquer onde bastaria sua presença para que tudo fosse feliz.

– Me desculpe se pareceu que o que você sente não tem valor para mim.

O seu sentimento importa, tudo o que diz e pensa importa porque eu te amo. E eu espero que se dê uma segunda chance para viver e que me dê uma segunda chance para te ouvir. Eu não quero que você morra, e eu espero que você nos dê uma chance de ajudar um ao outro.

– Me desculpe se pareceu que eu me importo mais comigo do que com você.

Não quero ser uma pessoa egoísta. Tudo o que tenho de material é bom para minha vida, mas sua amizade e o seu amor são realmente essenciais. Se eu não te escutei, se eu passei apressado por você ou disse que não tinha tempo, eu estava completamente enganada. E não quero que a vida me dê arrependimentos, eu quero consertar as minhas falhas e ajudar você.

Não sei o motivo pelo qual hoje você se sente triste e sem esperança, eu só espero que possamos – JUNTOS – encontrar motivos suficientes para você se recordar que é importante.

Conta comigo. Eu estou aqui, ok?

A arte de sacudir a poeira e seguir em frente

Por Camila Heloíse

Não nos ensinam na escola o quanto é difícil seguir em frente. E quando nos contam sobre isso, parece que é apenas para abandonarmos as malas, soltarmos os grilhões que nos prendem e caminhar para frente, não importando o destino, apenas caminhar.

Ninguém nos avisa a quantidade de obstáculos que vamos encontrar pelo caminho, muito menos o que fazer quando encontrarmos com alguns deles que vão parecer muito maiores do que nós mesmos. Não nos contam sobre as pessoas por quem vamos nos apaixonar e ter que deixar para trás, não nos contam sobre os falsos amigos, sobre as desesperanças e o medo, não nos avisam o quanto seremos solitários em nossas batalhas. Continuar lendo “A arte de sacudir a poeira e seguir em frente”

Tá na hora de deixar de ser besta

Por Camila Heloíse

É, é isso mesmo. Você precisa encarar o fato de que está sendo um tremendo idiota e perdendo preciosos dias da sua curta vida. Porque vou lhe dizer uma coisa, a vida é bem curtinha, meu caro. E, se você bobear, ela vai ser bem mais curta ainda.

Então, que tal deixar de ser besta? Aquela história lá, aquela que você usa como escudo para não se aproximar de ninguém, sabe? É balela. Deixa ela bem no lugar dela: no passado. Você não faz ideia da quantidade de coisas que você pode suportar, e então, se você se frustrar mais uma vez com outra pessoa, você não vai morrer por isso. Continuar lendo “Tá na hora de deixar de ser besta”

Quando você pensar que não merece ser feliz, leia isso

Por Camila Heloíse

Olha, eu sei que às vezes você olha para a felicidade, ali, bem diante do seu nariz, e nem sabe o que fazer com ela. Provavelmente, você e viveu tantos relacionamentos limitados e que mantiveram o seu coração sempre em estado de alerta, sempre em prisões invisíveis, que quando a felicidade vem simples e direta, você nem entende o que está acontecendo e não sabe como reagir. Outro dia, me vi tão feliz em um momento simples e comecei a chorar, foi então que eu percebi que já não sabia mais o que era a felicidade, e por alguns instantes, acreditei não merecê-la. Continuar lendo “Quando você pensar que não merece ser feliz, leia isso”

No auge do desespero, perdoar e acolher a si mesmo 

Eu sei que muitas vezes a gente gostaria de poder pedir a uma parte de nós para ela ficar em casa e em silêncio, como se a nossa própria companhia não fosse uma boa ideia. 

Normalmente, isso ocorre quando notamos em nós uma terrível incapacidade de lidar com os próprios sentimentos e a facilidade com que palavras absurdas saem da nossa boca e cometemos atos impensados e destruidores. O pior é que, apesar da consciência de estarmos agindo de maneira errada com tudo ao redor, naquele momento, parece impossível recuar. É como quando se tem uma crise de riso em horário inoportuno. Você sabe que não deveria, mas o riso não pode ser contido.    Continuar lendo “No auge do desespero, perdoar e acolher a si mesmo “

Amor: o maravilhoso antídoto contra a ansiedade

Por Camila Heloíse

O mestre espiritual Sri Prem Baba diz que a nossa maior missão é iluminar o amor, deixando o sofrimento para trás. Segundo os seus ensinamentos, somente iluminando o amor é possível ter plena consciência do agora e libertar-se das crenças que nos limitam.
Onde há amor é impossível que coisas ruins permaneçam, pois o amor nos faz ter paciência, resiliência, esperança e fé, seja em nós mesmos ou com os outros que nos cercam.

Continuar lendo “Amor: o maravilhoso antídoto contra a ansiedade”